Cantora

Cantora!

Desde que me conheço por gente, amo música. Larguei tudo para cantar e foi tudo mesmo. Tudo bem que eu já havia terminado o segundo grau e também havia me tornado professora (formada em magistério).

Eu comecei em uma banda de baile italiana e além de encarar o desafio de cantar em festas pela primeira vez, tive que aprender a cantar em outras línguas, que eram italiano, napolitano, inglês e espanhol. Não tive medo e fui em frente, me apresentando em eventos diversos e depois substituindo amigas em bares também. A verdade é que não ter medo, nos abre muitas portas e aproveitei cada uma delas. Agarrei com tanta força, que me fiz notar em diversos momentos e seria impossível descrever o tanto de trabalhos maravilhosos que já tive o prazer de fazer e o tanto de lugares lindos que conheci, através da minha profissão, pois sim, cantar é uma profissão também. Bem, nem tudo são flores e é claro, que dei de frente com a torcida contra, com as promessas dos empresários e produtores, com os puxadores de tapete, mas sempre fui muito determinada e nada disso me tirava o sono.

Hoje, posso dizer, que realizei praticamente tudo que um cantor deseja. O sucesso profissional, não é o mesmo que Fama. Um dia eu desejei a tal “Fama”, mas entendi, que o sucesso pessoal, seja em que área for, é o seu maior e melhor objetivo alcançado. Um dia, eu fui conhecida, por estar na mídia, mas nunca fui famosa. Canto com alma, pois meu pai (violonista clássico) me deixou o legado, de fazer aquilo que amo com verdade! A técnica e bons hábitos, me salvaram por diversas vezes, de ter que parar de cantar. Agradeço aos profissionais do canto, que me direcionaram por diversas vezes e uma delas, cito sempre que posso, Dra Silvia Pinho (fonoaudióloga).

Hoje, sigo cantando feliz, não somente para o público, mas para manter vivo o que recebi como dom Divino. "Cantar é mover o dom do fundo de uma paixão” (Djavan)

Comments are closed.